<delect id="x1nlh"><ins id="x1nlh"></ins></delect>

    <em id="x1nlh"></em>

    <span id="x1nlh"></span>

    <big id="x1nlh"></big>
        <ins id="x1nlh"><i id="x1nlh"></i></ins>

                  Beijing realiza simpósio comemorativo do 20o aniversário do retorno de Macau à pátria

                  Fonte: Diário do Povo Online    21.10.2019 10h59

                  Por Lu Yang

                  Macau pode afirmar-se como plataforma de coopera??o comercial entre a China e os países de língua portuguesa

                  Um simpósio em torno do 20o aniversário do retorno de Macau à China foi realizado no último sábado na Universidade de Pequim.

                  Ao fim de duas décadas, o princípio de “um país, dois sistemas” é hoje um sucesso reconhecido em Macau, obtendo apoio no Governo Central após a culmina??o de esfor?os por parte de todos os setores da Regi?o Administrativa Especial de Macau (RAEM), afrimou Huang Liuquan, vice-diretor do Gabinte para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado.

                  Huang acrescentou estar recetivo a que os especialistas continuem a facultar propostas para o desenvolvimento de Macau no seu enquadramento local e regional.

                  “Macau testemunhou um período de 20 anos de prosperidade econ?mica, estabilidade social e melhoria do bem-estar”, afirmou Luo Yonggang, vice-diretor do Gabinte de Liga??o do Governo Central na RAEM.

                  Luo atribui o sucesso do princípio “um país, dois sistemas” em Macau a três motivos: persistência da sua aplica??o, integra??o no desenvolvimento da parte continental, promo??o da tradi??o do patriotismo.

                  No discurso de Lionel Leong Vai Tac, Secretário de Economia e Finan?as da RAEM, a liga??o de Macau com os países de língua portuguesa foi um dos destaques. Ele afirmou que Macau pode desempenhar a vantagem de plataforma de servi?os de coopera??o comercial entre a China e os países de língua portuguesa, refor?ando o papel de promo??o ao desenvolvimento da regi?o adjascente.

                  Através da plataforma de Macau, os empresários chineses podem refor?ar a coopera??o com os países de língua portuguesa na Uni?o Europeia (Portugal), América Latina (Brasil), em áfrica (Angola, Mo?ambique...). O mesmo se aplica em sentido inverso, com explora??o do mercado chinês por parte de empresários do mundo lusófono via Macau, afirmou Leong.

                  Macau pode ainda estabelecer um centro de liquida??o da moeda Renminbi para os paises de língua portuguesa, proporcionando servi?os de coopera??o financeira entre os dois polos, apontou Leong Vai Tac.

                  No simpósio, acadêmicos e especialistas discutiram temas acerca do desenvolvimento econ?mico de Macau, o planejamento da área de Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau, o desenvolvimento cultural e social de Macau, a aplica??o da Lei Básica, entre outras quest?es. 

                  (Web editor: Renato Lu, editor)

                  0 comentários

                  • Usuário:
                  • Comentar:

                  Wechat

                  Conta oficial de Wechat da vers?o em português do Diário do Povo Online

                  Mais lidos

                  大圣棋牌